Conheça o Crowdfunding Imobiliário

Já percebeu como recebemos diariamente novos termos e nomenclaturas, que até então não faziam parte de nosso dia a dia? O Crowdfunding é um deles. Apesar de ser uma prática que já acontece há algum tempo em outros países, o Crowdfunding Imobiliário ainda não é tão popular no Brasil.

Para que você tenha uma noção, há mais de 200 plataformas de crowdfunding imobiliário nos Estados Unidos.

Em termos gerais, ele nada mais é do que o financiamento coletivo de projetos. Um determinado grupo de pessoas se reúne, junta uma determinada quantia de dinheiro e financia determinado projeto. Porém, no caso do crowdfunding imobiliário, a lógica muda por causa de uma questão: ele é também um investimento.

No início do Crowdfunding, o financiamento era eminentemente destinado a projetos de cunho social ou cultural. Ou seja, as pessoas que queriam realizar alguma atividade deste tipo colocavam o seu projeto em alguma plataforma para captar recursos com pessoas que simpatizassem por aquela causa.

Seria natural que em algum momento este formato de captação de recursos chegasse a construtoras e incorporadoras.

De um lado, empresas que precisam de capital para colocar seus empreendimentos de pé. Do outro, micro-investidores que buscam rentabilidades mais elevadas. Unir estas duas causas fez com que o crowdfunding imobiliário se tornasse uma alternativa altamente promissora para financiar projetos e ao mesmo tempo investir no mercado imobiliário.

 Como investir em através de Crowdfunding Imobiliário?

O incorporador desenvolve o seu projeto e coloca o mesmo em uma plataforma eletrônica de crowdfunding, disponível na internet. Estas plataformas necessariamente devem estar registradas na CVM. Este é um ponto fundamental. Através da Instrução CVM 588, este mercado foi totalmente regulamentado para dar mais segurança às empresas e aos investidores.

Desta forma a plataforma, que deve possuir equipe técnica experiente e qualificada para isso, avalia o projeto da incorporadora.

Os projetos normalmente são selecionados com base em 3 critérios:

  •         A situação financeira da construtora/incorporadora;
  •         A viabilidade econômica do empreendimento;
  •         A rentabilidade oferecida ao investidor.

Por parte do investidor, o mesmo basicamente irá se cadastrar na plataforma, analisar o projeto e através de alguns clicks seguir os passos para finalizar o seu investimento. A partir daí basta acompanhar através da própria plataforma o desenrolar das obras, das vendas e de todas as questões relevantes referentes a determinado empreendimento.

Uma pergunta frequente é sobre o formato em que acontecem estes investimentos. Basicamente, hoje em dia identificamos dois formatos.

  •  Operações de Crédito – Onde o empreendedor recebe o investimento através de Contratos de Mútuo. Neste contrato a remuneração (juros) é definida em função da velocidade e do preço de vendas do empreendimento. Quanto melhor performance do projeto, maior os juros que serão pagos ao investidor;
  •   Operações de Aquisição – Neste o empreendedor recebe o investimento através da venda de unidades imobiliárias para um veículo intermediário de investimentos. Este veículo por sua vez vende suas quotas para os investidores da plataforma. Para este formato, é importante avaliar investir em projetos que tenham:

o Alta capacidade de gerar renda recorrente para investidores (ex: operações de “built to suit” ou imóveis já alugados);

o  Alta capacidade de valorização do imóvel;

O Crowdfunding Imobiliário é um mercado que ainda tem muito a crescer e evoluir. Trata-se de um mercado de bilhões de reais que vive um momento de descobertas e certamente irá ganhar cada vez mais popularidade.

Somos uma plataforma de crowdfunding com foco em investimento imobiliário, autorizada pela CVM. Conectamos pessoas a oportunidades de investir conjuntamente em empreendimentos imobiliários de todo o país. Tudo isso 100% online, a partir de R$ 1.000 e com a segurança do investimento em imóveis.

Deixe um comentário